Arquivos secretos do Vaticano e a Franco-Maçonaria: história de uma condenação pontifícia

img-20190117-wa0001

Os estatutos e os rituais da Franco-Maçonaria medieval – que se enraíza na tradição das corporações dos pedreiros, construtores de catedrais – atestam seu espírito cristão e a vontade de admitir em sua classe os respeitosos artesãos da moral e dos dogmas da Igreja Católica Romana. Sendo assim, como tal instituição pôde merecer uma excomunhão fulminante por parte do papa Clemente XII?

Em sua árdua pesquisa, feita nos Arquivos Secretos do Vaticano e de toda a Europa, o autor relata a extrema complexidade das relações entre a Igreja e a Maçonaria, e de que maneira suas teses abusivamente simplificadas sustentam a excessiva desconfiança e oposição do Catolicismo em relação a uma sociedade fraternal, cujos integrantes, na maior parte, jamais pensaram em conspirar para a ruína do trono e do altar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s